Arquitetura e Construção
JUNHO, 2015

VITRINE | CASAS DECORADAS POR MARINA LINHARES, REUNIDAS EM LIVRO

Reportagem visual Carolina Diniz Texto Camila Toledo Fotos Zé Gabriel

O conforto e a elegância que o tempo não rouba são os motes da designer de interiores Marina Linhares. Ela aposta em materiais naturais e cores suaves para criar projetos voltados ao puro deleite

No entendimento de Marina Linhares, a casa é feita para morar – muito mais do que para ser vista. Captar o gosto dos clientes, portanto, tem peso máximo em seu processo criativo, o qual envolve várias rodas de bate-papo e um feeling apurado a fim de ler as entrelinhas. Mesmo atuando no campo efêmero dos interiores, a paulista acredita num resultado perene, à prova de modismos. Por isso, elementos atemporais, como a madeira recheiam seu portfólio. Digna de uma carreira que já soma 20 anos, a lista contém obras residenciais, um bom número de apartamentos decorados, trabalhos comerciais e participações em mostras de decoração (o ambiente ao lado integra a Casa Cor São Paulo). “Estética é consequência”, conclui ela.

1. Mistura de água com pó de mármore, o Marmorino KS da Novacolor é importado pela Art Nova Venezia. Na cor Armani, sai por R$ 160 o m2 aplicado.

2. A barra de ferro com pintura eletrostática é fornecida pela Marupá Móveis. O preço varia conforme o projeto.

3. Os seixos na cor areia vêm em telas de 30x30cm. Na Poimanan, a caixa com 11 peças custa R$ 280,35.

4. Tratado quimicamente, este pinus de reflorestamento foi lustrado. À venda na Marupá Móveis por R$ 400,00 o m2.

5. A nuance green tea leaf (ref. 510-5) é fruto da parceria entre Tintas Renner e a Casa Cor São Paulo. Preço médio do esmalte: R$ 20 a lata (800 ml).

6. Fogão a lenha e bancada ganharam cobertura impermeabilizada de Marmorino KS, acabamento italiano que lembra o cimento queimado.

7. Com seção quadrada (2x2cm), as barras de ferro soldadas apoiam as prateleiras e servem para dispor utensílios.

8. Além de ar despojado, os seixos rolados irregulares relaxam, pois estimulam os pés de quem caminha pelo ambiente.

9. O armário da bancada leva madeira de reflorestamento. A matéria-prima rústica imprime ao local a sensação de aconchego.

10. Evidente referencia à natureza, o verde em tom mais escuro do que as paredes destaca o forro e as tesouras do telhado.