Casa Claudia
março, 2016

CLIMA DE CASA NO TRABALHO

Conheça cinco escritórios de arquitetura, design de interiores e paisagismo que ocupam imóveis supercharmosos, onde é possível ouvir pássaros cantando e curtir a natureza.

Reportagem visual Olivia Canato / Texto Dan Brunini
Fotos Marco Antonio

A informal • Ambientes espontâneos e de personalidade marcante.

Com uma fonte na entrada, luz natural farta, matérias-primas naturais por todos os lados e muito aconchego, este escritório reflete perfeitamente o olhar sensível e o estilo de vida simples que caracterizam a designer de interiores Marina Linhares.

“Mais do que ter qualidade de vida, trabalhar aqui ajuda a compreender o meu jeito de morar”
Marina Linhares, designer de interiores

Montar seu local de trabalho neste sobrado de 280m² foi a melhor forma que Marina Linhares encontrou para mostrar o que é um lar de verdade. “Ter jardim, claridade e o canto dos passarinhos são privilégios que nem sempre estão disponíveis num ambiente corporativo convencional”, enumera. Para realçar ainda mais esta atmosfera, o imóvel passou por mudanças, desde a eliminação de paredes e a integração dos espaços até a troca dos revestimentos. ” Não poderia faltar o piso de madeira de demolição, que está muito presente em meus trabalhos e traz o toque natural que adoro”, explica. No andar superior, atua a numerosa equipe, enquanto o térreo concentra a sala de Marina , um living , o jardim e o refeitório, usado por todos. Segundo a designer de interiores, um lugar precisa contar histórias, e foi uma grata surpresa, algumas semanas atrás, descobrir que a casa já foi habitada pela avó de uma cliente. ” Mais um motivo para eu curtir estar aqui”, completa.


1. A fim de integrar as áreas interna e externa , Marina acrescentou portas generosas à sua sala, fechada por cortinas de tecido(Entreposto)quando necessário. O assoalho leva tábuas da Gasômetro Madeiras. 2. Na entrada, com piso de granito rústico, o paisagismo de Isabel Duprat inclui uma fonte e falsa-vinha encobrindo as paredes. 3.Vista daqui, a sala de designer de interiores revela um confortável living. Sofá da Decoramelo e poltrona da Etel.

“Alto-astral, pessoas à vontade e boas energias são obrigatórios numa casa, independentemente do uso que ela tenha”
Marina Linhares designer de interiores

1. Para realçar o apelo natural, a sala de Marina leva madeira também na mesa de reuniões (Etel), feita de sucupira. 2. Quem chega ao escritório passa pelo jardim com samambaia, resedá e, cobrindo os muros, jasmim-dos-açores. A cadeira Spun, do designer Thomas Heatherwick, veio da Novo Ambiente. 3. No cômodo usado pela equipe, as vigas aparentes pintadas de branco dão a sensação de amplitude. Compactas, as estações de trabalho aproveitam melhor o espaço.