WISH REPORT
2015

ESTÉTICA DA SIMPLICIDADE

 

Ana Lucia de Arruda

 

Formada em administração de empresas, e designer de interiores por paixão e talento, Marina Linhares cria projetos residenciais e comerciais com recursos dinâmicos, criativos e personalizados.

 
Os 20 anos de carreira de Marina Linhares serviram para que, por meio de uma coleção de projetos festejados, a designer identificasse a receita certeira para o (seu) sucesso: unir simplicidade e conforto sem abrir mão das particularidades de cada cliente.  

Nascida em São Paulo, a designer passou a infância e o começo da adolescência em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Aos 14 anos, retornou à capital paulista para concluir os estudos e acabou ficando de vez. A carreira começou por acaso. Quando cursava a faculdade de administração de empresas, soube que a mãe de um amigo, decoradora, estava à procura de uma assistente. “Estava louca para trabalhar. Sem querer, conheci minha paixão, que se tornou a minha profissão até hoje”, revela. A partir de então, entrou de corpo e alma no negócio.

 

Marina tem como premissa de cada trabalho que desenvolve ouvir o cliente, tentando descobrir quais são seus gostos e necessidades mais íntimos. “Eu me apaixonei por essa coisa não só do belo, mas aquele contato com as pessoas para entender do que elas realmente gostam”, explica a profissional cujos trabalhos passam longe de uma característica dura e formal, priorizando sempre o bem-estar. “As casa que faço, de uma maneira geral, não têm a assinatura forte. Brinco com as cores, gosto de muita luminosidade e caminho entre o clássico e o contemporâneo”, afirma.

 

O momento profissional para a designer agora é mais que especial, pois marca o lançamento do seu primeiro livro, Morar é viver. Em 320 páginas a autora apresenta uma coletânea de 25 projetos residenciais assinados por seu escritório. O nome da obra, aliás, é um retrato fiel da linha de trabalho seguida por ela e sua equipe. “Fiz questão de publicar projetos novos e antigos para justamente comprovar que a casa, sendo bem feita, não tem prazo de validade, é atemporal”, conta.

 

O lifestyle de Marina reflete bem aquilo que ela propõe em seus projetos. Na morada onde vive com o marido e as duas filhas, por exemplo, não faltam ambientes amplos, com boa iluminação, muito verde e espaços aconchegantes. “É uma casa antiga, que foi se adaptando à nossa vida. Eu me mudei para lá antes de ter minhas filhas. Isso já faz 12 anos. É o meu cantinho, meu refúgio”, revela.

 

Quando não está envolvida em algum projeto, a designer aproveita para curtir as crias, dedicar-se à leitura, praticar yoga ou pedalar com o marido. “Nessa vida corrida da gente, não temos tempo de ficar com quem mais queremos. Então, tento curtir ao máximo meu tempo fora do trabalho”, conta. Viagens também estão entre seus programas preferidos, até porque funcionam como fonte de inspiração para seu trabalho. “Eu adoro conhecer culturas diferentes. Aprende-se muito com o colorido, com as inúmeras etnias espalhadas por aí. Você ainda consegue ir e ver que a cultura é quase intocada, pouco pasteurizada”, conta. O resultado dessa busca pelo original é claramente visto em tudo o que leva a sua assinatura. Seus projetos têm uma base fluída e sem exageros, em que as ideias ficam alicerçadas sobre uma estética cheia de criatividade e conforto. Para Marina, o velho e o novo andam juntos e com toda a simplicidade que o luxo, hoje, pede.

 

As casas que faço, de uma maneira geral, não têm assinatura forte. Brinco com as cores, gosto de muita luminosidade e caminho entre o clássico e o contemporâneo.